sexta-feira, 10 de julho de 2020

G-36 - Teste Não Verbal de Inteligência



Já conhece o G-36 - Teste Não Verbal de Inteligência? Aqui no Espaço Psi você pode adquirir o kit e aproveitar para adquirir também curso EAD do G-36. Entre em contato pelo nosso whatsapp: (16) 98126-4185

Informações sobre o G-36 - Teste Não Verbal de Inteligência:
Objetivo 

Avaliar o fator G de inteligência.

Público Alvo
Adolescentes e Adultos com escolaridade a partir do ensino médio.

Aplicação 
Individual ou coletiva, 30 minutos ou tempo livre dependendo da finalidade.

Descrição
Apresenta itens em ordem crescente de dificuldade, envolvendo os seguintes raciocínios: compreensão de relação de identidade e raciocínio por analogia, analogia do tipo numérica com adição e subtração e mudança de posição, analogia espacial com mudança de posição. O sujeito escolhe a alternativa correta e a registra na folha apropriada. A correção é feita com crivos de acertos e erros, por meio dos quais poderemos obter quantitativamente o total de acertos e qualitativamente os tipos de erros cometidos pelo sujeito, considerando os diversos raciocínios exigidos para responder a cada item do teste.
Há atualmente uma versão informatizada com a correção automática do teste.
Existem estudos de precisão, validade e tabelas em percentis para o público-alvo de acordo com sua escolaridade.

quarta-feira, 8 de julho de 2020

Curso EAD: G-36 e G-38



Pensando em ajudá-lo a aprimorar seus conhecimentos, a sugestão do Espaço Psi de hoje é o EAD dos Testes G-36 e G-38. Adquira o seu pelo nosso whatsapp: (16) 98126-4185.

Descrição 
Neste curso será possível conhecer a teoria do Fator G de Spearman que embasa o Teste G-36 e o Teste G-38 e suas principais diferenças. Além disso, com base nos manuais dos testes, serão apresentados detalhes sobre processo de aplicação, correção e a interpretação dos resultados. 

Objetivos
Geral:
Apresentação do Teste Não Verbal de Inteligência G-36 e o Teste Não Verbal de Inteligência G-38.
Específicos:
Apresentar a base teórica da ferramenta.
Indicação de contextos de utilização, público-alvo dos testes e as diferenças entre o G-36 e o G38.
Demonstrar como realizar a aplicação e correção dos testes. 
Apresentar o modo de interpretação dos resultados obtidos.

Conteúdo Programático
- Apresentação da base teórica que fundamenta os testes.
- Indicação de contextos de utilização.
- Aplicação, correção e interpretação dos testes G-36 e G-38.

Carga Horária
04 Horas*

*Horas calculadas a partir do número de atividades de cada curso. Essas atividades podem incluir a leitura de artigos, slides ou textos de apoio e a realização de exercícios, incluindo vídeos.

**O acesso ao curso ficará disponível por 60 dias

segunda-feira, 6 de julho de 2020

Tear de Palavras




Hoje o Espaço Psi apresenta o Tear de Palavras. E você pode receber na sua casa, é só entrar em contato pelo nosso whatsapp para saber mais informações sobre entregas: 98126-4185.

Descrição:

É uma técnica criativa e espontânea na qual o cliente poderá à sua livre vontade elencar um determinado número de palavras. Esta escolha pessoal de palavras expressam as questões mais pertinentes e presentes no âmbito da psique no momento em que é aplicada a técnica do Tear, similar a técnicas expressivas nas quais o cliente é estimulado a realizar um desenho livre e terá à sua disposição a escolha da forma e das cores. Posteriormente a técnica propõe o diálogo com o cliente para, por meio de associações, aprofundar os temas propostos nas palavras elencadas. Portanto não avalia, mas permite o aprofundamento e elaboração juntamente com o cliente de questões trazidas por ele próprio.

Finalidades (contextos de utilização da técnica):
Esta técnica é aplicada sempre quando se está em processo de psicoterapia, aconselhamento ou coaching na abordagem analítica para ampliação de conteúdos presentes no momento vivencial do cliente, proporcionando maior clareza de elementos que possam estar inconscientes ou que não foram adequadamente percebidos pelo cliente. O foco final sempre é na compreensão da dinâmica psíquica e no autoconhecimento, ampliando a conscientização do próprio cliente por meio das associações e amplificações das palavras elencadas.

Público-alvo:
Pessoas em processo de psicoterapia, aconselhamento ou coaching que sejam alfabetizadas e com um mínimo conhecimento do vernáculo da língua portuguesa. É possível aplicar a técnica em outro idioma desde que o aplicador seja fluente neste outro idioma.

Aplicação:
Individual

Sobre os autores:

José Jorge de Morais Zacharias
Psicólogo, mestre em Psicologia Escolar e doutor em Psicologia Social, analista didata pela Associação Junguiana do Brasil (AJB) e pela International Association for Analytical Psychology (IAAP), autor dos instrumentos QUATI e DTO II e de obras sobre tipologia junguiana e psicologia e religiosidade de matriz africana. Docente universitário por 35 anos, atualmente se dedica à docência em pós-graduação.

Sergio Antônio do Prado Júnior
Administrador de empresas e psicólogo, especialista em Gestão de Pessoas e Psicologia Analítica, desenvolveu pesquisas sobre liderança e tipologia junguiana, psicoterapeuta de base analítica, docente em cursos de pós-graduação, coautor do instrumento organizacional DTO II da Editora Vetor.

Melissa Vieira Teixeira
Psicóloga, especialista em Psicologia Analítica e tipologia junguiana, psicoterapeuta de base analítica, consteladora familiar sistêmica, desenvolve trabalhos na área de orientação profissional e terapia individual, de adultos e crianças. Tradutora de diversos textos em psicologia, pesquisadora em relações familiares, coautora do instrumento organizacional DTO II da Editora Vetor.

sexta-feira, 26 de junho de 2020

Baralho dos Comportamentos


Hoje nos divulgamos mais um Baralho que você pode adquiris aqui no Espaço Psi, e seu pedido pode ser feito pelo nosso whatsapp: (16) 98126-4185.
Lembrando que são as últimas unidades que temos em estoque... Corra e garanta o seu!


Após elaborarem o Baralho das Emoções, com o objetivo de instrumentalizar o acesso às emoções infantis na clínica cognitiva , e o Baralho dos Pensamentos, que possibilita o acesso mais direto a um dos níveis mais complexos da cognição, o das crenças intermediárias, Renato Caminha e Marina Caminha, lançaram o Baralho dos Comportamentos, que integra o terceiro e fundamental elemento do trabalho clínico, especificamente no contexto psicoterápico infantil: o comportamento. 

Completando assim a modalidade de intervenção denominada de T.R.I., (Terapia de Reciclagem Infantil) envolvendo o acrônimo: T – trabalhe as suas emoções (Baralho das Emoções); R – recicle os seus pensamentos (Baralho dos Pensamentos) e, I – inove os seus comportamentos.

Aproveite! Últimas unidades!

terça-feira, 23 de junho de 2020

Teoria e Prática na Reabilitação Neuropsicológica



O livro que o Espaço Psi indica hoje é "Teoria e Prática na Reabilitação Neuropsicológica" e você pode fazer seu pedido pelo nosso whatsapp: (16) 98126-4185

O livro se destina a profissionais e estudantes da área da saúde que atuam na avaliação e reabilitação neuropsicológica. É dividido em duas partes: discussão teórica e apresentação de casos clínicos. Assim, objetiva-se unir a teoria à prática clínica. Disponibiliza material para aprimoramento na área de reabilitação neuropsicológica, abrangendo a reabilitação das funções de memória, atenção, funções executivas e linguagem. 



Organizadores:

Denise Ren da Fontoura
Fonoaudióloga (CRFA 7 - 7220)
Doutorado em Ciências da Linguagem / Psicolinguística (Universidade Nova de Lisboa - UNL). Mestrado em Medicina e Ciências da Saúde / Neurociências (Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul - PUCRS). Especialização em Reabilitação Fonoaudiológica / Voz (Centro Universitário Metodista IPA). Aperfeiçoamento em Neuropsicologia (PUCRS). Atua como fonoaudióloga clínica em consultório privado e no Hospital Moinhos de Vento de Porto Alegre; e como professora convidada dos cursos de pós graduação em neuropsicologia pela UFRGS, PROJECTO e InTCC.

Luciana Tisser
Psicóloga, Especialista em Neuropsicologia, Mestre e Doutora em Ciências da Saúde/Neurociências. Professora da Unirriter e do Curso de Terapia Cognitivo Comportamental Infantil no Intcc

Orlando Bueno
Possui graduação em Psicologia pela Universidade de São Paulo-USP (1969), mestrado em Farmacologia pela Universidade Federal de São Paulo/Escola Paulista de Medicina- UNIFESP/EPM (1972), doutorado em Psicobiologia pela Universidade Federal de São Paulo/Escola Paulista de Medicina- EPM (1974), livre docência pela Universidade Federal de São Paulo/Escola Paulista de Medicina- UNIFESP/EPM (2002). Atualmente é pesquisador sênior do CNPq, orientador do Programa de Pós Graduação em Psicobiologia da Universidade Federal de São Paulo-UNIFESP e coordenador do Centro Paulista de Neuropsicologia (CPN).

Silvia Bolognani 
Psicóloga, Especialista em Neuropsicologia e Terapia Cognitiva. Diretora Executiva do Centro Paulista de Neuropsicologia - Associação Fundo de Incentivo à Pesquisa. Coordenadora Clínica do Serviço de Reabilitação Neuropsicológica de Adultos do CPN. Pesquisadora do grupo de memória e cognição do Depto de Psicobiologia da UNIFESP. Docente convidada em cursos de Pós-Graduação em várias Universidades do Brasil. Atua em consultório em neuropsicologia e terapia cognitiva

Thirzá Frison
Psicóloga (CRP: 07/10642). Especialista em Neuropsicologia pelo Conselho Federal de Psicologia (CFP/CRP). Mestre em Neurociências (UFRGS). 
Professora convidada em cursos de Especialização em Neuropsicologia (RS, SC, PR, e RJ). Sócia co-fundadora da Bitácora Centro de Neuropsicologia (POA-RS). Atua na área de avaliação e reabilitação neuropsicológica há aproximadamente 15 anos na cidade de Porto Alegre.

Colaboradores
Ana Cristina Bertagnolli, Andreia Patrícia Keil Koerich, àngela Leguerini Figueiredo, Beatriz de Andrade Sant’anna, Bruno Kluwe-Schiavon, Candice Steffen Holderbaum, Carolina C. Nikaedo, Carolina Toledo Piza, Caroline de Oliveira Cardoso, Charles Cotrena, Cristian Haag Kristensen, Claudia Berlim de Mello, Daniela de Bustamante Carim, Daniela Landucci-Moreira, Débora Scherer Fetter, Eduardo Reuwsaat Guimarães, Fabiana Michelsen de Andrade, Fabíola Shwengber Casarin, Felipe Fregni, Fernanda Tebexreni Orsati, Gabriela Peretti Wagner, Helena Vellinho Corso, Helenice Charchat Fichman, Janaína Castro Núnez Carvalho, Jaqueline de Carvalho Rodrigues, Jerusa Fumagalli Salles, Jéssica Camargo, Jorge Costa Leite, Katia Scherer Beidacki, Lenisa Brandão, Magda Aline Bauer, Maria de Fátima Monteiro, Maria Emília Rodrigues de Oliveira Thais, Michele May Silva, Mirella Liberatore Prando, Murilo Ricardo Zibetti, Nicole Zimmermann, Ninna Meister Mônego, Nora Alejandra Pires Almeida Cavaco, Óscar F. Gonçalves, Patrícia Bombassaro, Priscila Covre, Rochele Paz Fonseca, Rosangela Marostega, Sabrina Scherer, Sandra da Conceição Ribeiro de Carvalho, Sergio Duarte Junior, Silmara Batistela, Thiago Rivero, Vera Lúcia Duarte Vieira.

quinta-feira, 18 de junho de 2020

E-TRAP - Manual + Licenças de Aplicação Critério A e B


Que tal aproveitar o desconto de lançamento do E-TRAP, encomendando hoje mesmo o seu aqui no Espaço Psi, pelo whatsapp: 98126-4185

Descrição
A Entrevista Diagnóstica para Transtornos da Personalidade (E-TRAP) é uma entrevista semiestruturada, desenvolvida para auxiliar profissionais da saúde mental no diagnóstico de transtornos da personalidade.

Objetivo
Contribuir para a investigação dos variados padrões mal adaptativos de comportamentos, de pensamentos e de experiência e expressão emocional que abrangem integralmente os dois modelos diagnósticos (categórico e híbrido), descritos na quinta edição do Manual Diagnóstico e Estatístico de Transtornos Mentais (DSM-5; American Psychiatric Association, 2013).

Público-Alvo
Adultos a partir de 18 anos de idade.

Aplicação
É realizada de forma individual por meio da VOL – Vetor Online. Em linhas gerais, consiste em perguntas a serem feitas pelo profissional, sendo que as respostas dadas pelo avaliado devem guiá-lo na escolha da alternativa a ser assinalada. Cabe ressaltar que o profissional é quem acessa a Plataforma, conduz a entrevista e registra toda e qualquer informação, ou seja, não se trata de envio de link.
Existem dois tipos de aplicação:
- Critério A: Avalia o nível de prejuízo global no funcionamento da personalidade.
- Critério B: Avalia os traços que atingem níveis patológicos.
 Recomenda-se, para a definição do diagnóstico de transtorno da personalidade, a aplicação de ambos os critérios.

Autores

Lucas de Francisco Carvalho
Doutor em avaliação psicológica pela Universidade São Francisco (USF). É professor do programa de pós-graduação stricto sensu em avaliação psicológica da USF, bolsista produtividade do CNPq, e sua produção científica é focada na avaliação e diagnóstico dos transtornos da personalidade.

Sérgio Eduardo Silva de Oliveira
Psicólogo (Unilavras, 2009), especialista em Avaliação Psicológica (UFRGS, 2014), mestre (UFRGS, 2012) e doutor em Psicologia (UFRGS, 2016). É professor efetivo do Departamento de Psicologia Clínica e do Programa de Psicologia Clínica e Cultura da Universidade de Brasília, onde coordena o Serviço de Avaliação Psicológica (SAPsi) e o Núcleo de Estudos em Avaliação Psicológica Clínica (NEAPSIC).

Giselle Pianowski
Doutora em avaliação psicológica pela Universidade São Francisco (USF). Realiza pós-doutorado (Fapesp) na USF com parceria pela University of Toledo (EUA), com foco em avaliação de traços patológicos no Rorschach pelo sistema Rorschach.

quarta-feira, 17 de junho de 2020

Baralho dos Pensamentos


Baralho dos Pensamentos (editado pela Sinopsys Editora) é mais um material que você pode adquirir aqui no Espaço Psi. Você pode entrar em contato, hoje mesmo, pelo nosso whatsapp para saber as condições de envio e receber em sua casa: 16 98126-4185

Mas restam pouquíssimas unidades em estoque... Então, garanta o seu agora mesmo!

Baralho dos Pensamentos oferece aos terapeutas de crianças e adolescentes uma maneira mais direta de lidar com os pensamentos e crenças intermediárias, estas últimas se constituindo talvez em um dos aspectos menos compreendidos e explorados pela terapia cognitiva. Este livro, Baralho dos Pensamentos, parte das seis emoções básicas – já delimitadas e devidamente justificadas em seu predecessor, o Baralho das Emoções – e apresenta os pensamentos mais comumente associados às respectivas emoções. Uma vez mapeados os pensamentos, os terapeutas iniciam um processo que os autores chamaram de “Reciclagem”, constituído por uma série de técnicas de reestruturação narrativa com influência da linguística e de abordagens cognitivas mais recentes, dentre elas a Terapia Cognitiva Processual, desenvolvida por Irismar Reis de Oliveira. Desse modo, de posse das informações contidas neste livro, o terapeuta tem mais facilidade para conduzir as crianças e adolescentes em um trabalho de reestruturação cognitiva consistente, utilizando uma metodologia estruturada e facilmente replicável, de modo lúdico e fácil, visando a garantir resultados mais duradouros.

Com o lançamento desta abordagem inovadora, a ser inserida na prática diária dos terapeutas cognitivos brasileiros, Renato e Marina demonstram como as dificuldades para lidar com temas complexos como as crenças intermediárias e centrais podem ser facilitadas e transformadas em ações de relativamente fácil acesso, sem no entanto tirar-lhes sua complexidade inerente.